Representatividade importa: entenda por que isso é tão importante pras nossas crianças.


O filme red sparrow traz Jennifer Lawrence num papel tipicamente masculino, o de James Bond: um agente de inteligência militar, sedutor, inteligente, forte, a la 007. Ela é torturada, testada, ameaçada... e resiste. Ela acha uma saída surpreendente pra situação, e vence. Fui dormir cedo pensando na resiliência, na força de guerreira e com vontade de malhar, correr, ganhar, resistir. Eu como mulher branca de 30 anos, me vi nela, e uma parte da personagem dele ecoou em mim. Outro dia, assistindo canal Off, conheci a Karina Oliane. Ela estava escalando o Everest, pelo face norte, que é a mais difícil. Descobri que ela foi a primeira mulher sulamericana a escalar a montanha pela face norte (a mais difícil), tendo encontrado corpos congelados pelo caminho, teve tosse, e queimaduras causadas pelo frio de -35 graus celsius, e muitos outros desafios. Comecei a talvez considerar a possibilidade de fazer isso um dia, algo que nunca tinha me ocorrido. Por que? Por que ver duas mulheres parecidas comigo realizando coisas incríveis me fez acreditar que eu também poderia realizar, me inspirou.

A falta de modelos aspiracionais impacta a identidade de uma pessoa desde a infância. Recentemente as mídias foram tomadas de posts da atriz Giovanna Ewbank reclamando da falta de bonecas negras em lojas de brinquedos. Ela tem uma filha negra, e ficou chocada após rodar muitas lojas até achar uma boneca com a qual a filha se identificasse, afinal ela entende que isso pode prejudicar o aprendizado das crianças sobre a própria identidade. E sim, prejudica mesmo gentcheee!

De acordo com um estudo de 2012, assistir televisão aumenta a autoestima de meninos brancos ao mesmo tempo que diminui a de meninos negros e de meninas brancas e negras: as pesquisadoras identificaram que tanto a ausência desses grupos nas telas, como os estereótipos negativos com os quais eles são frequentemente representados são os responsáveis por esse resultado. Garotos brancos não enfrentam esse tipo de problema, já que tendem a aparecer em posições de poder e prestígio, com namoradas/esposas maravilhosas e/ou até como super-heróis. Não é difícil perceber que crianças são impressionáveis principalmente, com mídias, tvs, propagandas, filmes e etc.

Representatividade não é somente sobre poder ou não ser diretora, presidente, espia russa, piloto da NASA. Tem a ver com querer ser, e conseguir se imaginar nesse papel de maneira aspiracional. A falta de representatividade explica parte do problema de muitas mulheres engenheiras e programadoras desistirem da carreira, de não termos muitas senadoras e deputadas tomando decisões pro pais. Afinal como uma pequena menina pode sonhar em ser CEO ou astronauta se todos os CEOs e astronautas que ela ja viu na vida são homens? E como um menino negro ve seu futuro se a maioria dos papéis de negros na Tv são como escravos, empregados, traficantes ou criminosos? Representatividade importa e dita os sonhos das nossas crianças.

#representatividade #feminismoliberal #racismo #feminismo #chafeminista #thefeministtea #representatividadenegra #representatividadefeminina #sagradofeminino #igualdadedegenero #genero #empoderamento #feminismosplurais

Somos uma revolução silenciosa empoderando mulheres através de um oráculo de chás

© 2018 por THE FEMINIST TEA. Orgulhosamente criado com Wix.com