O que diz a Teoria Queer?


Essa história de que meninos têm que usar azul, jogar futebol e gostar de comandar, e de que meninas têm que usar rosa, fazer alguma dança (como o ballet), e gostar do cuidado, não cola mais né?

Essas são estruturas de comportamento criadas socialmente, que relacionam o sexo biológico com o gênero. Então, segunda essa teoria tradicional e que domina nossa sociedade atualmente, se você nasce como um pênis deve agir como um homem, e se nasce com uma vagina, deve agir como uma mulher. Uma relação estritamente binária.

A Teoria Queer quebra, justamente, esse dogma e defende a ideia de que gênero é algo fluído, não-performático e questiona nossas noções do que é o feminino, e do que é o masculino

Para Judith Butler filósofa pós-estruturalista estadunidense, uma das principais teóricas da questão contemporânea do feminismo e escritora do livro “Problemas de Gênero” “Gênero é um ato intencional, mas controlado, que depende das experiências vividas pelo corpo. sendo, então, um gesto performativo que produz significado.”

Ou seja mana, sejamos livres para agir de acordo com nossas vontades. Estamos na época de questionar o que sempre foi posto para nós como normal, como padrão. O padrão quem cria é você.


Somos uma revolução silenciosa empoderando mulheres através de um oráculo de chás

© 2018 por THE FEMINIST TEA. Orgulhosamente criado com Wix.com