#SouMulherGamer


Ser mulher muitas vezes não é fácil. Sem mulher gamer ou geek é extremamente difícil. Nós somos hipersexualizadas, humilhadas e assediadas somente por causa dos nossos hobbies ou até por nossas profissões. Teve um triste episódio com a gamer Gabi Cattuzo no twitter mês passado que fez o Brasil retomar a discussão sobre machismo no mundo nerd.

Após a Gabi Cattuzo receber uma piada de mau gosto por um homem durante uma streaming, ela twittou que “homem é lixo”. E ao invés de irem atrás do homem que foi machista com ela, a Gabi foi penalizada com a não renovação de seu contrato com a Razer (uma grande marca mundial de produtos para gamers). Com essa punição sem sentido, as mulheres gamers se uniram e foi difundida a #SouMulherGamer, a qual fala sobre episódios de machismo e assédios que as minas sofrem nesse universo.

Se você não é uma mulher geek ou gamer, deixa eu te contar algumas das coisinhas que a gente sofre diariamente. Em primeiro lugar, temos “a barra mais alta”, em que a mulher tem seu conhecimento testado constantemente só para provar que gosta de algo ou sabe fazer alguma coisa. Depois somos culpabilizadas por qualquer coisinha de errada que dê durante um jogo. Além de ter machos palestrinhas (mansplaining) tentando emendar a culpa em uma suuuper aula de como você deve jogar, com que armas e com qual estratégia.

Durante um jogo, se você é uma mulher, precisa tomar 1 milhão de precauções para não sofrer assédios nos jogos ou fóruns de gamers. Se você usa um nome feminino ou foto sua, está ferrada. Vai chover caras babacas comentando para mostrar os peitos ou falando coisas absurdas sem você nunca ter falado com eles antes. Se você decide ligar o microfone durante uma partida então?? Nossa. Prepare-se para caras que, aparentemente, nunca ouviram uma voz feminina antes. Tem casos de caras que se masturbam ao ouvirem que são minas nos jogos!

A hashtag Sou Mulher Gamer é de muita importância para desmascarar esse universo sobre todos os assédios que as mulheres sofrem quando os caras usam o anonimato ou a internet para ridicularizar mulheres e até ameaçá-las. Nós mulheres geeks e gamers sofremos muito e precisamos mostrar como esse universo precisa mudar e mudar agora.

#game #gamer #mulher #geek #nerd #cháfeminista #feminino #machismo #feminista #thefeministtea #feministtea

Somos uma revolução silenciosa empoderando mulheres através de um oráculo de chás

© 2018 por THE FEMINIST TEA. Orgulhosamente criado com Wix.com