• Preto Ícone Instagram

Suporte

Sobre a The Feminist Tea 

Nos acompanhe nas redes

Somos uma revolução silenciosa empoderando mulheres através de um oráculo de chás

  • Facebook - Black Circle

© 2018 por THE FEMINIST TEA. Orgulhosamente criado com Wix.com

2 Autoras negras inspiradoras!

(Arte original da Harmonia Rosales)

 

  Querides, vamos falar sobre duas autoras negras que  devemos ler, reler e indicar. Elas são: Maria Carolina de Jesus e Teresa Cárdenas. Trata-se de mulheres que vão escrever sobre a realidade em sua volta, sobre suas especificidades e suas questões enquanto negras, para além do feminismo hegemônico.

 

  Maria Carolina de Jesus negra e da periferia, foi lavadeira, empregada doméstica, escritora, poeta e mãe de três filhos que se chamavam: João José, José Carlos e Vera Eunice. Vivendo na favela, ela sobrevive catando papéis nas ruas e vendendo em troca de algumas moedas para tentar sobreviver com seus filhos. Gente, na miséria ela pegava do lixo folhas, cadernos e tudo que desse para escrever, e lá depositava seus sentimentos, descreveu sua rotina e  se expressou, chegando a declarar no seu livro de sucesso ( Quarto de Despejo), que “o livro é a melhor invenção do homem”. Essa mulher inspiradora para nós, escreveu de forma explícita tudo que via e acontecia na favela, como a fome que era presente todos os dias (quando não havia dinheiro algum comia junto a sua família, restos encontrados no lixão), as doenças e fraqueza que vivia tomando conta do seu corpo e dos seus filhos como uma das consequências pobreza, relatou também que criava seus filhos sozinha pois não precisava de homem algum. Carolina nos toca em sua escrita simples, e muito forte, a sua força  nos mostra que devemos ter sempre coragem para seguir em frente, acreditando e aquecendo quem e aquilo amamos. Firmando os nossos passos até quando der.

      

  Teresa Cárdenas é escritora, roteirista, atriz, contadora de histórias, ativista social cubana e bailarina. Ela é membra também da Associação de Escritores da União de Escritores e Artistas de Cuba. Recebeu vários prêmios que acreditam que ela é uma das vozes mais relevantes da literatura para crianças e jovens em Cuba, entre os quais se destacam, ela mostra e traz personagens negrxs que durante grande parte da sua infância mantiveram ausentes. Manas, um exemplo disso é como a Disney só agora está trazendo várixs personagens negrxs, como a princesa Moana! Um livro dela que está traduzido aqui no Brasil pela editora Pallas é o Cartas para Minha Mãe, em todos os livros ela traz muita ancestralidade, e nesse ela traz muita reflexão, onde uma menina escreve cartas para sua mãe contando como sua vida sucedeu diante de tanta discriminação e violência, mas a menina se reconhece e sabe o quanto é melhor do que dizem!  A menina logo nas primeiras cartas para sua mãe: 

 

“Não gosto que digam que os negros tem nariz achatado e beição. Se Deus existe, com certeza está furioso de ouvir tanta gente criticando sua obra. 

Como acha que ficaria com olhos azuis, narizinho fino e a boca feito uma linha? Horrorosa, não é verdade?”

 

 

  É muito foda tudo que essas duas autoras transmitem que vai desde inspiração a indignação com toda a violência que é posta sobre os corpos/vidas negrxs. 

 

  E sabe o que a presença dessas mulheres faz? Com que muitas outras pessoas, principalmente as mulheres negras se sintam mais, se sintam contempladas, encontram alguma identificação em meio a tanto embranquecimento que é posto sobre a literatura.

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Dia das Bruxas e a necessidade de honrar as mulheres que vieram antes

October 31, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes