<< FRETE GRÁTIS PARA COMPRAS ACIMA DE R$ 269 >>

Blog

Simone Biles e a importância de cuidar da Saúde Mental

O segundo texto  da nossa análise olímpica é sobre a ginasta americana Simone Biles desistiu da final em Tóquio (onde era favorita) alegando que precisa cuidar da sua saúde mental, atitude que chocou muita gente. Algo parecido aconteceu com a tenista Naomi Osaka de Roland Garros, em maio, também com o intuito de proteger sua saúde mental (tem uma série MARA sobre ela na netflix, fica a dica). 


O que Simone disse: 


"Acho que a saúde mental é mais importante nos esportes nesse momento. Temos que proteger nossas mentes e nossos corpos, e não apenas sair e fazer o que o mundo quer que façamos. Eu não confio mais tanto em mim mesma. Talvez seja o fato de estar ficando mais velha. Não somos apenas atletas. Somos pessoas, afinal de contas, e às vezes é preciso dar um passo atrás. Eu não queria ir lá, fazer algo estúpido e me machucar. Sinto que muitos atletas se manifestando realmente me ajudou. É tão grande, são os Jogos Olímpicos. No fim de tudo, não queremos sair carregados de lá em uma maca.".

Veja por que nós amamos a atitude dela: foi corajosa, importante, e maravilhosa!!! 


  1. Ela PAROU! Gente, autocuidado não é só sobre skincare, é muito mais. É sobre saber PARAR e ouvir o seu corpo, sua alma, sua intuição

  1. Ela disse NAO. Todas sabemos como é difícil dizer não. As mulheres que dizem não sempre sofrem represálias, foram séculos de opressão que fazem com que seja muito difícil dizer um NÃO.

  1. Ela foi HONESTA. Com si mesma, e com o mundo que torce pra ela. Assim… ela podia ter colocado um gelo na perna e alegado que estava lesionada, disfarçada. Mas foi responsável e corajosa ao levantar a temática real, nua e crua.

  1. Ela PERMANECEU! Ela continuou no ginásio apoiando a equipe, abraçou, falou palavras encorajadoras, tratou tudo com sabedoria e calma. Não saiu da quadra “derrotada”.

Algumas questões deixam tudo mais complicado quando você é mulher numa sociedade patriarcal como a nossa, e por isso a atitude dela é tão inspiradora pra todas nós. Claro que a vida de todos atletas não é fácil, a rotina de exercícios, a pressão, o treinamento intenso…. Mas vem cá, pra mulheres é ainda mais pesado, pois além de tudo isso, ainda sofrem com a sexualização do corpo e discussões sobre uniformes, assédios de treinadores, carga mental familiar, e diversos vieses inconscientes como achar que futebol, skate, judô, e alguns esportes "não é coisa de mulher".


Muitas de nós meras mortais, não atletas, já estivemos com esses sentimentos como Simone: com o peso do mundo nas costas, vontade de falar não, precisando dar uma pausa, com medo de não atingir expectativas, com mil vozes na sua cabeça. 


Separamos aqui algumas dicas de especialistas para ter uma boa saúde mental:

  • Comer bem, se mover, se exercitar;
  • Dizer não pra pessoas e situações que te fazem mal;
  • Receber  bastante luz do sol;
  • Gerenciar o estresse;
  • Dormir bem, o sono é fundamental;
  • Fazer algo que você goste, tenha um hobby;
  • Evitar álcool, fumo e drogas;
  • Estar com outras pessoas, tente se conectar;
  • Fazer coisas para os outros, como voluntariado;
  • Pedir ajuda, consulte uma terapeuta.

Tem mais alguma dica? Coloca ai!!!

Postagem mais antiga
Postagem mais recente