<< FRETE GRÁTIS PARA COMPRAS ACIMA DE R$ 249 >>

Blog

Empoderamento econômico é fundamental pra um mundo melhor pras mulheres

O mundo comemora nesta quinta-feira, 19, o Dia Global do Empreendedorismo Feminino. A data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2014, celebra a mulher empreendedora e o seu impacto na economia. Em um ano como 2020, em que a crise afetou particularmente seus negócios, as empreendedoras precisam mais do que nunca serem celebradas.

Esse ano não foi fácil pras mulheres, pesquisa feita pela Rede Mulher Empreendedora (RME) mostra que 20% das entrevistadas disseram que a dificuldade de gerir o tempo gasto com o trabalho e com a família se agravou na pandemia, contra 11% dos homens.

E quem pensa que o modo como a sociedade divide o trabalho doméstico entre os gêneros impacta apenas o universo familiar está enganado. O Fundo Monetário Internacional estima que o produto interno bruto global cresceria pelo menos 4% se o trabalho não remunerado fosse mais bem distribuído.

No mundo dos negócios, as mulheres também sofreram mais. Pesquisa do Sebrae indica que as empresas comandadas por mulheres ficaram com as portas fechadas por mais tempo, estão com o faturamento ligeiramente pior e conseguiram menos crédito no mercado.


Ainda assim, as empreendedoras inovaram mais que seus pares. Segundo o Sebrae, 71% das mulheres usam redes sociais, aplicativos e a internet para vender seus produtos e serviços. Em contrapartida, só 63% dos homens usam essas ferramentas. “Empreendedoras são criativas, inovadoras e não têm medo das crises”, diz Ana Fontes, presidente da RME.

Há cerca de 24 milhões de mulheres empreendendo no Brasil, contra 28 milhões de homens, segundo dados do Global Entrepreneurship Monitor. No país, 44% delas empreende por necessidade ou escassez de emprego, contra 32% dos homens. Isso diz muito sobre o tipo de negócio que elas constroem. Em áreas como tecnologia e inovação, é mais difícil encontrar empreendedoras. Mapeamento da Associação Brasileira de Startups mostra que 84% dos donos de startups são homens (que é a parte mais capitalizada e glamurosa).

O que você pode fazer pra melhorar esse cenário?
Apoie empreendedoras!

  • Compre de mulheres.
  • Invista em mulheres.
  • Contrate os serviços de mulheres. 
  • Não fique falando que  "ta caro", valorize o trabalho das mulheres.
  • Não duvide da competência de mulheres.
  • Não chame mulheres de loucas ou de ruins.
  • Não peça de graça o "trabalho fim" de uma pessoa.
  • Não diga que é uma fase ou que é fácil ou que ela devia procurar emprego de verdade.
  • Incentive as mulheres a sua volta.
  • Incentive as pequenas garotas futuras empreendedoras :)


Precisamos gerar abundância, renda, negócios, entre mulheres, por e para mulheres. 
Nos acreditamos que o empreendedorismo é um caminho que permite independência financeira e desenvolvimento de modelos de negócios, e de pessoas e todo seu ecosistema familiar. O empoderamento econômico é fundamental pra melhorar a vida das mulheres. 

Queremos deixar aqui nosso grande beijo as amigas loucas que que querem dominar o mundo, tomar os lugares de poder e de dinheiro sao dominado por homens, aquelas manas que sonham grande e voam alto, aquelas mulheres que não desistem, erram, aprendem, se expõem, se jogam, e trabalham pra caracaaaaaaaaa mulheres que criam produtos e serviços maravilindos! Continue construindo sus historia, não se importe com o que os outros falam!

Toda nossa admiração por vocês!!!!
A deusa abençoa as mulheres ambiciosas! God bless the woman with ambition!

* Fonte revista Exame.

Tag:

Postagem mais antiga
Postagem mais recente